Mão Morta
Reconhecida como umas das mais importantes bandas na cena rock portuguesa, os Mão Morta marcaram a sua posição desde o início, em 1985, com sons alternativos de experimentação, letras sombrias e uma intensidade e humor negro bastante característicos. Do rock ao punk, metal, industrial e experimental, a sonoridade dos Mão Morta pode ser difícil de categorizar, mas o seu lugar na história da música portuguesa está bem definido. À 25ª edição do Vodafone Paredes de Coura trazem a celebração dos 25 anos de edição de “Mutantes S.21”, lançado em 1992. O quarto álbum dos bracarenses, considerado por muitos o melhor do grupo, foi responsável, entre tantos outros temas, por "Budapeste (Sempre a Rock & Rollar)", um dos mais conhecidos da mítica banda.